Publicado por: casasdocereal | março 17, 2008

ABC das Plantas

cha.jpg

Abacateiro: Usado nas doenças do fígado, rins e bexiga. Diurético, antiinflamatório, laxante e digestivo. Cistites, uretrites, edemas renais, etc.

Abutua: Má digestão, afecções hepáticas e biliares, febre, reumatismo, asma, afecções das vias urinárias, cálculos renais, distúrbios menstruais, etc.

Agoniada: Inflamações do útero, cólicas menstruais, etc.

Alcachofra: Problemas de fígado, vesícula, uréia, colesterol, diabetes, fraqueza, pressão alta, anemia, asma, diurética, digestiva, etc.

Alcaçuz: Afecções das vias respiratórias, tosse, laringite, diurética, laxante, náuseas, etc. Usar com moderação.

Alecrim: Tônico cardíaco e uterino, estomáquico, excita a bilis. Afecções hepáticas, intestinais e renais, afecções das vias respiratórias, diabetes, etc. Externamente, na forma de cataplasma, para reumatismo, feridas e úlceras. Usar com moderação.

Alfafa: Rica em vitaminas e sais minerais.Reconstituinte, raquitismo, etc.

Alfavaca: Doenças das vias respiratórias, tosses, bronquite, gripes e resfriados. Sudorífera, antifebril, diurética, cólicas, má digestão, gases, afecções gástricas e intestinais, afecções renais, etc.

Alfazema: Digestão, gases, cólicas, enxaqueca, fígado, nervosismo, tontura, gota, asma, etc. OBS: abaixa a pressão.

Angélica nacional: Tônica, estomáquica, digestiva, fígado, rins, histeria, asma, etc.

Aniz estrelado: Digestivo, estimulante gastro-intestinal. Combate a azia.

Arnica: Em uso externo para contusões, traumatismos, cortes, feridas, etc. O uso interno só com orientação médica.

Arruda: Empregada nas amenorréias, cólicas menstruais, etc.

Artemísia: Afecções gástricas, hepáticas e biliares, falta de apetite, gases, diarréias, verminoses, distúrbios menstruais, epilepsia, etc. Usar com moderação. Não é recomendada para mulheres que amamentam.

Assa-peixe: Expectorante. Empregado nas tosses, gripes, bronquites e pneumonias.

Avenca: Afecções catarrais das vias respiratórias, tosse, bronquite, laringite, etc.

Ban-chá: Indigestão, fígado, rins, bexiga, diurético, evita resfriados, acelera a circulação sanguínea e atividade cerebral. Vômitos da gravidez.

Barbatimão: Úlceras estomacal e duodenal, hemorragias, diarréias, disenterias, leucorréias, blenorragia, debilidade geral. Externamente para feridas, úlceras e cólica.

Bardana: Afecções da pele em geral (herpes, seborréia, eczema, etc), afecções das vias urinárias, cálculos renais, reumatismo, gota, afecções gástricas, hepáticas e biliares, blenorragia, etc.

Boldo-do-chile: Afecções hepáticas, má digestão, gases, prisão de ventre, inapetência, cálculos biliares, afecções gástricas, etc.

Buchinha do norte: Indicada para sinusite, fazendo-se inalação com o chá da planta. O uso interno como chá é proibido. Altamente tóxica.

Cabelo de milho: Afecções renais, dificuldade para urinar, cistite, cálculos renais, inchaço, desinfetante urinário, clareia a urina, afecções hepáticas e biliares, acnes, etc.

Calêndula: Úlceras gastroduodenais, artritismo, afecções nervosas, regulariza o ciclo menstrual. Externamente para feridas, úlceras, queimaduras, acnes, etc.

Canela: Estimulante, digestiva, antiespasmódica. Tratamento de febre, gripes e resfriados.

Camomila: Má digestão, gases, cólicas, inapetência, dores de estômago, insônia, afecções nervosas. Externamente para afecções da pele em geral, feridas, úlceras, inflamação dos olhos em geral, estomatite, gengivite, aftas, etc.

Cana do brejo: Diurética, nefrite, cálculos renais, cistites, uretrites, etc.

Carambola: Antitérmica, depurativa e hipotensora. O fruto, na forma de suco, combate a afecções febris e a hipertensão arterial.

Carapiá: Estomáquica, antidiarréica, diurética, etc. Suas raízes são usadas para gastrites, diarréias e disenterias, infecções urinárias, problemas uterinos, cólicas menstruais, dermatoses e afecções febris. É antídoto para picadas de cobra.

Carobinha: Depurativa, diurética, afecções da pele em geral, reumatismo, artritismo, afecções urinárias, doenças venéreas, etc. Externamente para amigdalite, faringite, estomatite, feridas, úlceras, etc.

Carqueja: Afecções gástricas, intestinais, hepáticas e biliares. Má digestão, icterícia, cálculos biliares, diabetes, afecções urinárias, verminose, febre, reumatismo, gota, feridas, úlceras, doenças venéreas, etc.
Casca d’anta: Estomáquica, diurética, má digestão, diarréias, fraqueza, anemia, etc.

Cáscara sagrada: Laxativa, indicada no tratamento da prisão de ventre.

Castanha da Índia: Indicada para varizes, dor e peso nas pernas, flebites, hemorróidas e problemas vasculares periféricos em geral.

Catuaba: Tônico nervoso, estimulante, afrodisíaco, impotência, sono agitado, memória fraca, etc.

Cavalinha: Diurética. Ácido úrico, gota. Chá remineralizante, elasticidade da pele, previne estrias, regras excessivas, hemorragia uterina, etc.

Centella asiática: Utilizada na prevenção e tratamento de celulite, gordura localizada e varizes.

Chá-de-bugre: excelente para combater obesidade, edemas e inchaços. Fortemente diurético, elimina o ácido úrico. Artrite.

Chapéu de couro: Depurativo, diurético. Reumatismo, artritismo, gota, ácido úrico, colesterol, edema, arteriosclerose, afecções das vias urinárias, dermatoses, erupções cutâneas, picadas de cobra, fígado, convalescenças, etc.

Cidreira: Afecções febris, excitação nervosa, dores em geral, problemas de estômago, espasmos musculares, cólicas, etc.

Cipó-cabeludo: Afecções das vias urinárias (nefrite, pielonefrite, pielite, uretrite, cistite, albuminúria), reumatismo, diarréias, nevralgias, etc.

Cipó-cruz: Diurético, purgativo, combate inchaço, blenorragia, bronquite, laringite, reumatismo, sífilis. Usado ainda para neutralizar o veneno de cobras. Tóxico em altas doses.

Cipó-prata: Poderoso diurético, favorece a eliminação do ácido úrico. Afecções renais, urina presa, dores renais, etc.

Cipó-suma: Depurativo. Útil em dermatoses (eczemas, furunculoses, urticária, etc), em doenças exantemáticas (sarampo, rubéola, escarlatina, varicela, herpes simples e zoster, etc), em doenças venéreas, reumatismo e coqueluche, além de ser um laxativo suave.

Confrei: Antiinflamatório e cicatrizante. Externamente para feridas, cortes, queimaduras, fraturas ósseas, hemorróidas, etc. O uso interno foi desaconselhado pelo Ministério da Saúde.
Cordão-de-frade: Afecções respiratórias, urinárias, ácido úrico, má digestão, gases, hemorragia uterina, etc.

Dente-de-leão: Hemorróidas, diabetes, afecções hepáticas, biliares e renais, anemia, etc.
Douradinha: Afecções urinárias, cistites, urina presa, reumatismo, doenças da pele em geral, úlceras, tumores, etc.

Embaúba: Afecções das vias respiratórias, debilidade cardíaca, problemas urinários, mal de Parkinson, diabetes, pressão alta, etc.

Emburana: Usada principalmente para problemas digestivos como gases, má digestão.

Erva-de-bicho: Hemorróidas, hemorragias internas, diarréia, blenorragia, nervosismo, cólicas, nevralgias, catarros, afecções das vias urinárias, problemas de pele em geral. Externamente hemorróidas, feridas, úlceras, abscessos, furúnculos, queimaduras, etc.

Erva-doce: Azia, vômitos, mau-hálito, gases, cólicas, vertigem, diurético, expectorante, aumenta a secreção do leite. Usar com moderação.

Erva-de-Santa Maria: Verminose (máximo três xícaras por dia). Afecções das vias respiratórias, digestivas, circulatórias, nervosismo, insônia, espasmos musculares, palpitações, etc. Externamente p/ machucaduras, contusões, equimoses, etc.
OBS: Tóxica em altas doses. Usar com moderação.

Espinheira-Santa: Problemas estomacais, má digestão, hiperacidez, acalma as dores de estômago, gastrite, úlceras e feridas.

Eucalipto: Afecções das vias respiratórias (gripe, bronquite, asma, coqueluche, tuberculose, etc.) Sinusite, rinite, cistite, nefrite, diarréia, disenterias, febres, diabetes. Externamente p/ úlceras e feridas como anti-séptico e cicatrizante, ou por inalação. Usar com moderação.

Funcho: Estimulante, digestivo, vômitos, cólicas, diarréias, bronquite, pneumonia. Usar com moderação.

Garra do diabo: Possui ação antiinflamatória, sendo amplamente utilizada no combate à artrite, gota e reumatismo.

Ginseng brasileiro: Combate o desanimo e o cansaço. Sua composição rica em vitaminas e sais minerais melhora a resistência do organismo ao stress e à fadiga.

Graviola: Suas folhas são utilizadas para disenterias, cólicas intestinais, tosse e bronquite. Tem efeito diurético, antiinflamatório, anti-reumático, antiespasmódico e antitussígeno.

Guaco: Afecções respiratórias (gripe, tosse, rouquidão, coqueluche, bronquite, etc), reumatismo, gota, artritismo, nevralgias, afecções febris, picada de cobra, etc.

Guassatonga: Depurativo, cicatrizante, hemorragias, febres, reumatismo, eczemas, sarnas, úlceras, feridas, etc.

Hamamelis: Varizes, flebites, hemorróidas, úlceras varicosas, hemorragias, etc.

Hortelã-pimenta: Problemas digestivos, gases, vômitos, cálculos biliares, cólicas abdominais, hepáticas e renais, cólicas uterinas, verminoses, tosse, laringite, palpitações, insônia, etc.

Ipê-roxo: Cicatrizante, estomatite, impigens, sarna, corrimento, infecções renais, úlceras, etc.

Jaborandi: Sudorífero, excitante, cólicas hepáticas e intestinais, caxumba, hemorragia, nervosismo, etc. Externamente para queda de cabelos.

Jambolão: Seu maior emprego é no tratamento de diabetes.

Jasmim arabicum: Diurético, edema, inchaços, ácido úrico, artrite, obesidade, etc.

Jatobá: Sua casca é utilizada para cistites aguda ou crônica, prostatite, blenorragia e diarréia, além de ser adstringente, peitoral, vermífuga e estomáquica.

João da Costa: Utilizado para cólicas uterinas, inflamações do útero e ovários, corrimento, cólicas menstruais. Auxilia ainda nas dores reumáticas e articulares.

Jurubeba: Afecções hepáticas, hepatite, icterícia, febres, inapetência, má digestão, debilidade geral, diabetes, cistite, anemia, tumores abdominais e uterinos, etc.

Linhaça: Laxativo, desinfetante, inflamação da bexiga e do reto, catarros da garganta, rouquidão, tosse seca, úlcera, etc.

Losna: Afecções gástricas e hepáticas, gases, inapetência, cólicas abdominais, diarréia.
OBS: Não ingerir o suco da planta. Use o chá com moderação.

Macela: Disfunções gástricas e digestivas, inapetência, diarréia e disenterias, distúrbios menstruais e dores de cabeça.

Malva: Tosse, bronquite, coqueluche, diarréia, anemia, eczema, diabetes, etc.

Mama-cadela: Depurativa. Combate o vitiligo, reumatismo, doenças da pele em geral, intoxicações crônicas. Para vitiligo pode ser usada na forma de chás ou externamente, na forma de tintura, associada ao cipó-de-são-joão. Aplica-se esta tintura sobre as manchas a cada dois dias, evitando-se o sol excessivo nestes dias.

Mangerona: Problemas estomacais, aperiente, digestiva, cólicas, gases, histeria. Externamente, na forma de cataplasma, pode ser usada para feridas, contusões, queimaduras e dores reumáticas.

Manjericão: Estomáquico, antiespasmódico, antidiarréico, diurético, antitussígeno. Vômitos, cólicas intestinais, cólicas menstruais, cistites, gripes, tosse, bronquite. Externamente, na forma de gargarejos, para amigdalites, faringites, gengivites, estomatites (aftas).

Maracujá: Ansiedade, irritabilidade, insônia, nervosismo, gota, artrite, erisipela, hemorróidas, etc.

Marapuama: Tônico nervoso, afrodisíaco. Estimulante dos nervos nas depressões, esgotamento, impotência.

Mastruço: Ver erva-de-santa-maria.

Melissa: Tônico do sistema nervoso, nervosismo, histeria, insônia, dores de cabeça, enxaqueca, falta de apetite, indigestão, prisão de ventre, gases, cãibras nervosas, palpitações, vômitos, debilidade do coração, menstruações difíceis, etc.

Mulungu: Calmante, insônia, bronquite asmática, inflamações fígado e baço.

Noz moscada: Seu principal uso é nas afecções digestivas, gases, azia, etc.

Pacová (banana): Os frutos bem maduros auxiliam no tratamento de nefrites, gota, problemas hepáticos e digestivos, gastrite, cólicas, prisão de ventre, etc. O chá de banana-maçã verde combate a diarréia e disenterias. A seiva, usada topicamente, cura úlceras e ingerida cura a tuberculose. A parte interna da casca pode ser usada para queimaduras e ferimentos como cicatrizante.

Parietária: Retenção de líquidos, edemas, urina escassa, inflamações das vias urinarias, palpitações cardíacas com falta de ar, dores na região do coração, angústia, zoada nos ouvidos, etc.

Pariparoba: Afecções das vias urinárias, gástricas e hepáticas, debilidade orgânica geral, dores de estômago, azia, gonorréia, úlceras, epilepsia, etc.

Pata-de-vaca: Diabetes, afecções renais e urinárias, urina solta, elefantíase, tosse, bronquite, etc.
Pau-ferro: Depurativo. Usado para diabetes, gota, reumatismo, sífilis e afecções pulmonares.

Pau-pereira: Digestivo, estomacal, prisão de ventre.

Pedra-hume-kaa: Usada no tratamento de diabetes. Considerada a insulina vegetal. Deve ser usada regularmente.

Picão-branco: Gases, cólicas, tosse, reumatismo, febres em geral.

Picão-preto: Hepatite, icterícia, leucorréia (corrimento), diabetes, verminose, disenterias.
Gargarejos para amigdalites e faringites. Em uso externo para úlceras e feridas.

Poejo: Afecções gastro-intestinais, flatulência (gases), afecções respiratórias (tosses, catarros, coqueluche, bronquite, etc), distúrbios menstruais, debilidade geral e do sistema nervoso, insônia.

Porangaba: Excelente diurético. Retenções de liquido, pés e pernas inchadas, auxiliar nos regimes de emagrecimento.

Quebra-pedra: Cálculos renais e biliares, cólicas renais, cistite, ácido úrico, problemas estomacais, falta de apetite, diabetes. Usar por tempo prolongado mas com moderação.

Quina: Estomacal, falta de apetite, má digestão, gases, anemia, raquitismo, convalescenças, febres palustres, etc.

Raiz de lótus: Indicada para bronquite, asma, gripes e resfriados, inclusive tosses de origem alérgica provocadas por agentes irritantes como fumo e poluição.

Rosa branca: Adstringente, laxativa, calmante e digestiva. Tísica pulmonar, vômitos de sangue, diarréia, estomatite (sapinho), disenterias, corrimento, laringite, úlceras, conjuntivite, etc.

Ruibarbo: Amargo, adstringente, eupéptico e tônico. Digestões difíceis, fastio. Usar com moderação. Contra indicado na gravidez e cálculos.

Sabugueiro: Sudorífero, diurético, depurativo, gripe, resfriado, tosse, sarampo, etc.

Salsaparrilha: Depurativo, diurético, afecções da pele em geral, eczemas, urticárias, feridas, úlceras, cálculos renais, dificuldade para urinar, reumatismo, artrite, gota, doenças venéreas, inapetência, distúrbios digestivos, etc. Usar com moderação.

Salvia: Tônica, estimulante, má digestão, regulariza o ciclo menstrual, febrífuga, corrimentos, vômitos, fraqueza do estômago, gripe, reumatismo, infecções da boca, aftas, amigdalite, úlceras varicosas, tosse, bronquite, diminui a lactação, etc.

Sassafrás: Depurativa e sudorífera. Doenças da pele em geral, dermatoses, artrite, gota, reumatismo, sífilis.

Sene: Laxante, gases. Usar com moderação. Contra indicado na colite.

Sete-sangrias: Afecções da pele em geral (eczema, feridas, úlceras, furúnculos, etc).
Reumatismo, febre, doenças venéreas, arteriosclerose, hipertensão, palpitações, colesterol, etc.

Sucupira: Tônico, depurativo. Reumatismo, feridas, úlceras, eczema, etc.

Tanchagem: Tosse, catarros, bronquite, febre, diarréia, hemorragia, problemas de pele em geral, reumatismo, gota, diurética, laxativa, hemorróidas, caxumba, dores de dente, gripe, úlceras da garganta e língua, incontinência noturna de urina, cólica infantil, etc. Combate o vício de fumar.

Taiuiá: Diurético, depurativo, reumatismo, artritismo, úlceras.

Unha de gato: Inflamações em geral, amigdalites, rinite, sinusite, artrite, reumatismo, abscessos, furúnculos.

Uva-ursi: Diurética. Inflamações renais, cistites, tosses, hipertrofia da próstata.

Valeriana: Um dos melhores calmantes do reino vegetal. Histeria, angústia, neuroses, cólicas, etc.

Velame: Depurativo, reumatismo, eczema, alergia, afecções urinárias, etc.

Zedoária: Combate o mau hálito provocado por problemas estomacais, azia, má digestão, prisão de ventre, cólica e gases intestinais. Diurético, ativa a circulação, desintoxica o organismo, regulariza a pressão arterial e auxilia no tratamento de gota.

fonte: http://www.passiflorasumare.com.br/plantas.htm


About these ads

Responses

  1. Tenho sertesa que as platas são os melhores medicametos contras todos os tipos de doenças.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: